Posted by : CanasOminous Aug 22, 2013

Seis meses. Há seis meses tenho o Wii U em casa. 

Ainda me lembro do Natal de 2006 quando o Wii chegou até minhas mãos pela primeira vez, e o que era aquilo? Quanta tecnologia! Controlar personagens via sensor, fazer movimentos (mesmo que simples, na época) que eram refletidos diretamente no jogo, aquilo era um sinal do futuro chegando mais depressa do que eu esperava. Utilizei o velho Wii até o seu fim, até os cabos do sensor serem comidos pelo cachorro e o botão B de meu Wii Remote principal começar a falhar. E, por fim, ele teve seu merecido descanso na prateleira eterna do Museu da Nintendo em meu quarto.

É lá onde estão todos os que já passaram por minhas mãos. Não sou um cara Old School que teve acesso aos jogos antigos como o Super Nintendo ou o Atari. Comecei tarde, mais ou menos em 1998 com o Nintendo 64 já em seus anos finais, mas ainda assim guardo cada um deles com muito carinho e respeito. Chegou o momento de dar continuidade e partir para a próxima geração, e com isso, estou com o Wii U aqui me olhando de relance ao lado da televisão na sala.
Devo ter jogado ele umas duas ou três semanas com o divertido Nintendo Land e o Assassin's Creed III assim que o adquirimos, mas desde então ele ficou lá, com um delicado paninho por cima para não pegar poeira.

Isso é engraçado, porque pergunto-me se cresci ou se o console deixou a desejar. Vemos os números recentes e as notícias, e elas de fato não são nada boas. Todos estão criticando o novo Wii U que mal chegou e já passa por uma crise, e sempre levantando aquela velha questão: Será que a Nintendo será capaz de peitar a concorrência? Com o Xbox One e o PS4 chegando a nossas portas, será que o Wii U tem alguma chance de continuar surpreendendo ou está fadado a um fim trágico antes mesmo de começar?


The Museum
"Uma vez fui em uma palestra da Saga onde perguntaram: Quem aí tem um Game Cube? Eu e minha irmã levantamos a mão, e somente nós. O professor de Design de Games apontou para nós e brincou ao dizer: Guardem, porque isso será um tesouro daqui a um tempo!"

De volta ao velho Game Cube

Vocês conhecem esse aparelho? Ou melhor, já viram alguém que tinha? Creio que quanto mais o tempo passa, mais raro o velho Cubo se torna. Com sua aposentadoria precoce, o Game Cube teve vendas fraquíssimas numa época em que o PS2 chegava ao seu auge, e até hoje não sei se conseguiram piratear os jogos, o que obrigava as pessoas a comprarem todos originais (o que convenhamos, não era nada barato há alguns anos). Houveram críticas, poucas vendas, números baixos; e tudo isso junto foi responsável por um período extremamente precário da Nintendo.

Cara, mas o Game Cube não era um console ruim. Não era mesmo. Quem teve deve lembrar-se muito bem dos grandes títulos memoráveis que saíram para ele, e posso citar aqui uma lista imensa de clássicos fundamentais para a formação dos jogos que vieram logo em seguida ou serviram como base para próxima geração da franquia, como:
  • Super Smash Bros. Meele;
  • Luigi's Mansion;
  • Animal Crossing; 
  • Super Mario Sunshine;
  • Zelda Wind Waker;
  • Pikmin;
  • F-Zero GX;
  • Metroid Prime;
  • Paper Mario: The Thousand Year Door;
  • Pokémon Colosseum;
  • Soul Calibur II;
  • Donkey Konga;
  • Fire Emblem: Path of Radiance;
  • Mario Kart Double Dash;
  • mais alguns diversos Mario Party;
  • e todos os grandes títulos que o bigodudo italiano sempre comanda.
Não conheço praticamente ninguém que tenha tido um Game Cube na infância, mas digo que aquele cubinho esquisitão fez parte da minha, não importa o que digam.
Os meus amigos na escola se divertiam com o PlayStation 2 ou o Xbox, que por sinal também tiveram incríveis games de suas respectivas empresas, o PS2 está aí para provar como um dos consoles mais vendidos da história, mas o que quero dizer é que ainda hoje as pessoas continuam em sempre olhar para os números só para criticar o pobre Cubo... Não importa o que ele tenha feito de bom para aqueles que o tiveram, e já dizia o Pequeno Príncipe: O que importa para as pessoas grandes são sempre os Números.


uma História para contar

Enfim, qual a ligação disso tudo com o Wii U?
O que quero dizer é que esse alavanco inicial do novo console da Nintendo é uma fase difícil, de fato. Os verdadeiros jogos da empresa ainda não saíram, e mais uma vez ela terá de depender exclusivamente dela, sem apoio das thirdies como costumam dizer. Como sempre, terão de depositar as esperanças em sua trindade extrema composta por Mario, Zelda e Pokémon, sem contar as demais criações maravilhosas e personagens fantásticos que a Big N vem cultivando.

Estou aqui com meu Wii U em casa, bonitinho. Parado ao lado da televisão. Acho que ele está só esperando a hora em que seja jogado para valer e tenha muitas histórias para contar! Já me perguntaram: Vale a pena? Foi uma perda de dinheiro? Cara, de forma alguma, estou louco para conferir alguns clássicos que conheci no próprio Game Cube, sendo o primeiro deles Pikmin 3. Eu estarei ali para comprar, jogar, e sorrir da mesma maneira. Como nos velhos tempos.

"Acho que ele está só esperando a hora em que seja realmente
jogado para valer e tenha muitas histórias para contar!"
Wii U - Game Pad. Ele de certa forma é interessante, tem uma aparência bonita, mas ainda não joguei algum game que realmente tenha feito uso total das capacidades que este novo controle tem a fornecer.

O Wii U pode não parecer um console da próxima geração, e realmente, acho muito difícil que ele encare de frente seus gigantes rivais. Esta será uma batalha deles, pois enquanto a Sony e Microsoft deram um pulo completo a Nintendo foi só até a metade. Não vamos falar sobre os sistema do console e nem os gráficos, e sim a boa e velha diversão. Quando o Wii lançou foi um estouro! Tive experiências incríveis com Wii Sports por vários meses, e todos estavam curiosos para saber mais sobre como ele funcionava, até os adultos. Compartilhei tudo isso com os amigos que adoravam aquela maneira nova de jogar e me diverti muito, muito mesmo. A gente mal pensava em Wi-fi naquela época, em baixar conteúdo pela internet do próprio console, mas eu me diverti da mesma maneia com cada um dos jogos que comprei, afinal, estamos falando da velha Nintendo. Ela sabe o que faz, ou pelo menos os riscos que assume.

Não sei se sou eu que estou ficando velho para isso, se são meus amigos que estão ficando mais exigentes ou se eles não vão com a cara da Nintendo mesmo... Pra falar a verdade, isso já acontecia lá atrás na época do Game Cube. E aí entramos e conectamos as duas linhas de raciocínio:
— Ei, galera, eu tenho o Game Cube em casa. Querem vir jogar?
— Game Cube? Cara, a gente vai é na casa do Zé jogar PS2. Isso sim é vídeo game!
Hoje chego para meus amigos e falo: 
— Ei, galera, estou com o novo Wii U em casa. Querem vir jogar?
E nenhum deles mostra interesse.

Mesmo hoje estarei aqui para me divertir com o Wii U, que por mais irônico que pareça, para mim é um curioso videogame "novo" com cara de "velho". É o novo console da Nintendo, com toda certeza conterá os clássicos gigantes que farão as vendas subirem bastante. Mas espero não me meter nessa guerra de consoles. A Nintendo tem seu público, e essa legião de fás estará aí para se divertir com o que quer que eles tenham a fornecer, isso não vai mudar.

Espero que o Wii U não se junte ao meu museu tão cedo. Não que isso seja horrível, como: Nossa, quando o videogame vai para aquele armário, significa que ele já era. Não quer dizer isso. Ainda olho para cada console desde o Nintendo 64 todas as manhãs com boas lembranças; as batalhas travadas, corridas no Mario Kart, lutinhas tensas com Super Smash Bros. e amizades desfeitas por causa de Mario Party. Memórias e lembranças de quando dormir depois da meia noite era coisa de gente grande. É um sentimento de concretização, como um descanso bem merecido. E é exatamente essa sensação que os vídeo games de minha estante me passam, pois eles têm uma história para contar. Histórias que levarei para minha vida toda.

Espero que o Wii U tenha algumas bem legais para compartilhar. Eu sei que terá.


{ 4 comments... read them below or Comment }

  1. Que texto nostálgico. Saudades de jogar Meele ou do jogo (que não consigo lembrar o nome agora) no qual tinha uma parte que tínhamos que correr de uma pedra para não sermos esmagados. Apesar de jogar PS2 naquela época, era muito divertido jogar Game Cube com você :D.

    ReplyDelete
  2. Ehh meu caro, olha só quantas histórias se têm para contar! Só saía briga com Meele, e aquele lá de correr da pedra devia ser um dos vários Mario Party que eu até já perdi a conta de qual seja kkkkk Mas cara, essa é a essência de um video game, não acha? Olhar para trás e lembrar da histórias que passou com ele, do quanto aprendemos, nos divertimos e nos deliciamos com um bom gráfico, uma história maravilhosa e pessoas a compartilhar tudo isso.

    O Wii U ainda está no comecinho, mas lembro de também ter deixado o Game Cube de lado por um tempão até que os jogos começassem a sair. Será que essa geração de games vai durar tanto quanto a passada? Só sei que estarei aí para conferir cada título, cada game, cada briga por causa de Super Smash Bros. e cada lançamento inédito que aposto que a Nintendo irá preparar nos próximos anos. Como nos velhos tempos... Tenho saudade daquela época cara, mas tudo que posso desejar é vivenciar tudo aquilo de novo mas com olhos completamente diferentes!

    ReplyDelete
  3. Ah, era Mario Party mesmo!
    Lembro até que agente chamava uma pessoa de Toadette e colocava junto só pra ser esmagado kkkk.

    E cara, acredito também que virão ótimos jogo para o Wii U, mas também acho que faltou mais publicação dele. Para ser sincero, mal sei a diferença dele pro Wii. Precisavam de uma melhor estratégia de divulgação dele para que tenha um maior sucesso.

    ReplyDelete
  4. Toadette, mano... Tirou essa do fundo do baú hein, eu lembrava da pedra esmagando os carinhas, mas da Toadette não kkkkkkkkkk Mario Party é uma desgraça mesmo, quando junta uma galera sempre sai umas paradas bizarras kkk E man, acredita que o único que eu não comprei foi o 9? Saiu pro Wii se não me engano, mas poxa, acompanhei todos os demais para perder o último!! Maior vacilo kk

    E acredita que a própria Nintendo falou que o motivo das vendas baixas é por falha dela? Eles estão precisando de mais jogos que não sejam os sempre "previsíveis" que todo mundo espera, e vou falar que o Wii U de primeira instância me pareceu mais uma espécie de acessório "extra" do Wii do que um console de verdade. Acho que o problema foi esse mesmo, falta de jogos, falta de divulgação, e ainda tem um longo caminho para o Wii U percorrer... Mas se tiver um Mario Party novo eu irei comprar!! kkkk Até porque seria o 10 né cara, e já pensou como seria se eles encerrassem esse tipo de jogo? Ou será o último, ou vai ter algo realmente épico! kkk Abração ae parceiro, vamos ver se mais tarde a gente marca de fazer algo e aí você testa o Wii U também (: Vou começar a montar uma área de Reviews aqui no blog, é sempre legal dar uma variada, rs.

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -