Posted by : CanasOminous Apr 11, 2014

Lady of the Moon: The End of Day
Ilustrações feitas por Nyx.

Um telão caiu do alto bem na frente de Luke que tinha seu Dusknoir ao lado. O rapaz continuou com o olhar fixo no seu adversário, mas era claro que o próprio membro da Elite não compreendia o que estava acontecendo, pois seu Pokémon estava descontrolado. Os demais se afastavam pasmos, o gigantesco Muk vinha ganhando cada vez mais força com o medo no coração de seus inimigos. As pessoas corriam aos montes para um lugar seguro, e por sorte muitos outros treinadores famosos estavam ali para ajudar, ou a situação poderia sair do controle.
Walter e Marshall drenavam a atenção do enorme monstro com Salamence e Honchkrow enquanto Glenn abria espaço entre as multidões com seu Hippowdon. Erick corria depressava, desvencilhando-se da multidão na tentativa de encontrar os filhos do ex-campeão à salvos em algum lugar. Lukas estava junto de Dawn e Cynthia e pareciam estar bem, mas Luke continuava no meio da batalha, no centro da adrenalina.
— Ele é o louco?! O que pensa que está fazendo lá? A batalha acabou! — Dawn falou alto, desesperada com a segurança de seu companheiro.
— Não poderíamos interrompê-la, ou Luke só teria a chance de competir na Liga quando tiver um neto — explicou-lhes Erick. — Temos de prosseguir e mostrar que essa batalha não passa de uma exibição perigosa e que não se repetirá, a reputação que a Elite vêm tentando melhorar está por um fio, e isso seria a gota d'água para que ela fosse desfeita e trouxesse o governo no poder.
— O que podemos fazer para ajudar? — indagou Lukas.
— Continuem com seus Pokémons em mãos, ajudem as pessoas a evacuarem o estágio em segurança, — dizia Erick, cauteloso — e principalmente, não morram.
Muitos Pokémons foram liberados para a batalha, treinadores que nunca antes tinham sido vistos começaram a ajudar no que fosse possível, mas foram aconselhados a não intervirem e atacarem a monstruosidade e sua boca horrenda, ou estavam arriscados a terminarem envenenados por uma toxina tão poderosa que poderia levar um humano à morte.
As maiores guildas da região estavam disponíveis. Vivian e Stanley davam todo seu apoio à equipe de Pokémons de Luke e Lukas com seu Torterra e Scizor, membros da Red Fortress. Até mesmo Lúcio e Clarisse foram vistos ajudando a apagar chamas com seu Empoleon e resgatando feridos ao lado de Blissey. Somente o fato do Salamence de Walter cruzar os céus mais uma vez foi motivo de muitos fãs pararem e apontar para o alto quando uma sombra negra ocultava a lua e disparava cometas contra o Muk gigante. Todas as guildas mais famosas que ali estavam também participavam da guerra que começava, mas deviam manter-se atentos, porque o inimigo não tinha outras intenções além de destruir.


O pânico estava instalado, no meio daquele ginásio pós-apocalíptico um garoto permanecia ereto com a expressão clara de surpresa, mas com a determinação suficiente para transmitir a ideia de que não sairia de lá. Ele sacou duas Dusk Ball que repousavam em seu cinto e olhou para o alto, para aquele monstro que ninguém saberia explicar o que era e para a maneira como ele tentava destruir seu sonho.
— Nem ferrando que vou parar agora — Luke sorriu, lançando as duas pokébolas para o alto e liberando um Garchomp e um Dusknoir ao mesmo tempo.
O dragão rugiu alto, mais preparado do que nunca para entrar na batalha. O fantasma mantinha-se concentrado na estratégia que seria abordada, afinal, poucos sabiam que ele já tinha enfrentado aquele monstro no passado e empatado, mas agora era hora de tirar a diferença.
— Creio que agora as regras não valem nada — Luke falou alto para seus Pokémons. — Então vamos entrar lá e fazer o que sempre fizemos de melhor: Causar encrenca.
As escamas de seu Garchomp ardiam em chamas de ansiedade. Todos seus companheiros estavam mais do que prontos, aguardando apenas o seu sinal.

Pokémons P.O.V. (Point of View)

— Que diabrura é essa? — indagou Aerus, preocupado.
Watt prontificou-se ao lado do dragão. O jovem Pachirisu saíra de perto de seu treinador quando Lukas requisitou que ele e os demais companheiros fossem ao campo de batalha para ajudar seu irmão no que fosse preciso. Se aquela ainda era uma batalha da Elite dos 4, ninguém sabia, mas precisavam deter Atômico de alguma maneira.
— Eu não sei o que ele fez para ficar assim, mas pode ter certeza que não está aqui para lutar por nenhum dos lados — respondeu o pequeno Watt.
Atômico rugiu e ergueu uma de suas mãos, preparando-se para destruir uma parte das arquibancadas vazias. Drinian e Primia guiavam pessoas para fora, e o Pachirisu sorriu ao ver que ali amigos e rivais uniam forças para combater um mal em comum. O golpe veio depressa, acertando fios elétricos e barras de ferro que definiam a estrutura do ginásio.



Aerus e Watt se separaram um para cada lado quando veio a investida que espalhou um líquido grosso púrpuro para todos os lados. O esquilo era miúdo e conseguiu esquivar-se, mas Aerus quase foi golpeado se não fosse por Chaud defendê-lo com seu escudo indestrutível e protegê-lo do veneno.
— Caraca, essa foi quase. Valeu aí, campeão — Aerus agradeceu, eufórico.
— Mantenha-se alerta, meu senhor. Uma segunda onda de ataque está por vir — respondeu Chaud.
Do corpo de Atômico, imensas bolhas de veneno surgiam e estouravam, liberando o líquido viscoso que se expelia por todo o cenário. Deste líquido, pequenas criaturinhas iam tomando forma até se transformarem em soldados, e logo assumiam a forma de pessoas como se fossem zumbis, caminhando com uma fome frenética por destruição.
Os Fire Tales procuravam afastar-se para não serem feridos pelo veneno, mas haviam muitos e eles aumentavam cada vez mais em quantidade. Um cheiro horrível pairava no ar, aquelas criaturas meio mortas e meio vivas tinham um olhar assombroso estampado. Ninguém entendia o que estava para acontecer e nem como a batalha contra a Elite chegara àquele ponto.
General voltou-se para seus companheiros e deu a seguinte ordem:
— Não fiquem aí parados, enfrentem-nos!

Todos se reuniram em grupos, lutando ombro a ombro. Um defendia as costas do outro. Aerus ativou suas lâminas, Mikau preparou seus tiros e Yoshiki afiou suas espadas. Todos os demais membros começariam a defender-se e atacar aquelas criaturas enquanto o gigantesco Atômico continuava produzindo mais e mais delas.
Chaud acertou o seu escudo em uma das criaturas que dissipou-se em vários pedaços de gosma, e delas surgiram outros três. Karl e Lyndis utilizaram-se de seus poderes para queimar o restante e impedir que eles se proliferassem como uma hidra voraz que nunca se saciava.
Wiki acertava-os na cabeça com disparos de sua arma, sendo seguida por Marco Polo e Vista que derrubavam aquelas aberrações como soldados desarmados em frente à uma fortaleza que nunca cede. O velho Atros na companhia de Magnum e Malbora também protegiam a família de Milady, e Seth e Beliel dilaceravam os monstros que caíam e se reconstituíam como se tivessem sido feitos para aquilo.
— Eles não morrem — disse Beliel, com as mãos ardendo como bolas de fogo. — Não têm alma, não têm essência.
— E teremos de destruí-los até que a fonte seja exterminada — respondeu Seth, olhando em direção de Atômico, o monstro que um dia já fora o seu braço direito. — Não consigo acreditar como ele foi capaz de adquirir tamanha força.
— Atômico foi capaz de absorver até mesmo o corpo de um de seus companheiros de equipe. Ele agarrou-se à alma de um ser vivo para elevar a própria. É uma aberração que continuará erguendo-se enquanto as pessoas derem a ele o que ele precisa — disse General num tom sério. — Medo.
As lâminas de Aerus tinham sede de colocar um fim naquilo.
— Vamos acabar com ele, galera.
Todos os Pokémons se juntaram, preparando seus ataques mais poderosos para liquidar com os Grimers e destruir a fonte de seu poder que se alastrava. Atômico rugiu quando começou a receber tiros, poderes, mágica, socos e golpes; cada qual com sua devida técnica. Seu tamanho ia diminuindo, mas cada vez que uma parte de seu corpo se desprendia outros corpos erguiam-se dispostos a atacar.

       Glaciallis disparou raios de gelo que congelavam o cenário e faziam os soldados púrpuros escorregarem uns nos outros, mas não viu quando um deles abriu a boca e tentou disparar veneno em suas costas. Chaud conseguiu defendê-la de modo que a moça virasse rapidamente e se deparasse com seu peitoral de ferro, como a sua muralha.
— Você está bem? — indagou Chaud, olhando para baixo e sentindo as mãos frias da mulher mesmo por cima de sua armadura maciça.
— Sim, estou. — Ela confirmou com a cabeça, olhando para o estrago ao redor.
Drinian e Primia atacavam os monstros que subiam pelas bancadas. Fenrir e Tesla impediam que eles ferissem os Pokémons inocentes que tentavam ajudar, mas acabavam só atrapalhando. Era uma enorme confusão para todos os lados. Até mesmo o grande Ereon ergueu-se com sua espada para proteger os que precisavam.
Ele pousou com pressa ao lado do jovem Garchomp que esperava por sua visita, mas não em uma situação como aquela.
— Aerus, essa guerra é sua, você precisa dar um jeito — disse Ereon.
— Tô ligado, velhote, nem pedi sua ajuda! — O dragão caiu na risada, ajeitando os óculos escuros.
— Não pediu, mas vai precisar. De qualquer maneira, estaremos na retaguarda. Conte com a ajuda de meus homens para proteger os inocentes, vou fazer o possível para conter a mídia e prosseguir com o evento.
— Tá brincando? Então ainda estamos na Liga? — Aerus perguntou, incrédulo.
— Se ninguém morrer até lá — Ereon ergueu a cabeça e encarou tudo ao redor, alvoroçado. — Muitas vezes essas batalhas saem do limite, mas creio que estamos dando o que os humanos querem ver. Eles compraram a briga, e agora fazemos parte do show. Ganhe a multidão, e você ganha a batalha. Faça-os acreditar que isso faz parte do espetáculo.
— Conto com a sua astúcia em manter a minha equipe no jogo — respondeu o Garchomp com uma risada. — Eu entrei aqui, e só vou sair depois que encontrar a minha amiga.
Ereon voltou a olhar para o jovem, sorrindo de relance.
— Namoradinha?
— Não é da sua conta, velhote! 
— Eu arrumaria tempo para te azucrinar, mas agora não é hora. Nossos guerreiros precisam de seus líderes, mas quem sabe depois poderemos sentar em minha sala no aconchegante fogo de uma boa lareira enquanto conversamos sobre sua jornada?
Aerus ajeitou uma de suas ombreiras e não virou-se para trás.
— Não sei se estarei lá pra ver, velho. Não me espere.
Atômico rugiu com um troar grave e baixo, hora lamentoso, como poderia uma criatura viva permitir que o ódio em seu coração crescesse àquele ponto? Ele não fazia diferença de amigos ou inimigos, era como uma arma criada para destruir e nem mesmo seu treinador podia fazer algo para impedi-lo. Era como se Atômico risse e se gabasse de sua própria glória diante dos demais, como se finalmente fosse superior a qualquer outro ser vivo e, dessa vez, ninguém poderia cobri-lo com sua sombra.
— O eterno segundo colocado — Beliel brincou. — Ele não aguentava receber ordens de você, Seth.
— Há aqueles que nasceram para obedecer, e os que nasceram para liderar, caro amigo — o Cavaleiro Dourado riu, olhando em direção de General que combatia cinco soldados púrpuros ali perto. — Como aquele. Ali está um homem que eu seguiria.
General acertava socos tão fortes que explodiam a cabeça das criaturas, até mesmo aqueles zumbis intoxicados sem alma pareciam conhecer o medo pela primeira vez, temendo-o. O militar era impiedoso, os adversários que ousavam aproximar-se eram liquidados e extinguidos, mas ao virar-se subitamente, General deparou-se com uma forma que assimilou perfeitamente ao rosto de sua amada Glaciallis. Ela tinha o mesmo porte, tudo era igual; mas seus olhos estavam devastados e chorosos, vazios, se pudessem falar ecoariam gritos de lamento e dor. Já as palavras que saíam de sua boca antes tão suave e doce, soavam com preocupação e angústia:
— General, me ajude, me ajude...
Glaciallis aproximou-se perto do homem que não retrocedeu, e ao tocar seu rosto General sentiu a pele arder. A criatura começou a assumir sua verdadeira forma horrenda, olhos sem pálpebras, mãos asquerosas e fétidas com unhas que cortavam a pele e um hálito capaz de queimar. Sua boca imensa estava disposta a devorar qualquer coisa.
General foi jogado para trás quando um tiro atravessou a cabeça do monstro, derrubando-o no chão duro. A criatura contorceu-se até secar e desaparecer.
— Mais atenção — alertou Mikau num tom cínico. — A mulher com quem o senhor deve se preocupar de verdade está logo ao seu lado. Não permita que os seus sentimentos o derrubem, General.
O militar acenou com a cabeça e tranquilizou-se ao ver que Glaciallis ainda lutava ao lado de Chaud fazendo uso de seus poderes gélidos para criar barreiras que lhe dessem tempo e proteção. O fantasma militar olhou para o imenso corpo de Atômico, e foi como se os dois se encontrassem.
— Você conhece bem as minhas fraquezas, mas não pense que eu não conheço as suas.
O homem jogou sua mão para trás e preparou-a para repetir a dose como um verdadeiro canhão de guerra.




O corpo do gigante de gosma atrofiou-se e Atômico percebeu naquele instante que ele não era invencível. O Muk ainda sentia dor, e o mesmo homem que o fizera sentir medo pela primeira vez estava ali, diante dele, disposto a repetir a experiência.
Atômico o amaldiçoava com todas as suas forças, mas as palavras só saíam confusas e desfiguradas.
— Moooooooooorram.... toooooooodos... — o monstro dizia, e sua voz fazia o chão tremer.
Sua boca horrenda foi aberta, e Chaud percebeu que Atômico preparava um Gunk Shot. Ordenando que todos se afastassem, os guerreiros tomaram refúgio atrás de paredes de rocha e concreto enquanto o monstro absorvia tudo ao seu redor antes de um terrível disparo.
Ele salivava veneno, e com a força de uma bala Atômico disparou o Gunk Shot que derreteu até mesmo o ferro. O Bastiodon encobria sua pequena Espeon que olhava tudo aquilo espantada.
— Chaud, eu tenho medo dele... — disse a jovem Eva, que mesmo tentando sempre ser forte, entregava-se aos pavores de infância. — Atômico é o monstro que me atormentou todas as noites enquanto eu dormia desde que nos encontramos pela primeira vez...
— Você tem que ser forte, pequena. Tem de acreditar que isto é apenas um pesadelo ruim, e que logo vai passar — respondeu Chaud, acariciando sua cabeça.
Aerus correu para o lado de seu comandante ao ver que tudo ao seu redor começava a ceder.
— General, como foi que tu derrotou esse bicho feio na primeira vez?
— Da última vez nós mal pudemos contê-lo, ele próprio se aniquilou, e afogou-se junto da Ilha de Ferro em sua destruição — respondeu o militar, ofegante.
Todos se escondiam atrás de paredes sólidas que logo iriam ceder. Até mesmo Seth, que um dia já liderara Atômico em seus exércitos, parecia não saber o que fazer.
— Mesmo ao unirmos todos os nossos poderes, ele é capaz de se regenerar — disse o Dragonite.
— Então nós teríamos de destruí-lo por completo! — gritou Watt.
Foi quando alguém gritou, e os guerreiros voltaram a se locomoverem para desviar de mais uma investida do terrível Gunk Shot que Atômico preparava.
— Uma hora ele vai cansar e seus poderes acabarão, então usaremos a mesma estratégia da primeira vez: Paciência — disse General. — Mantenham-se firmes!
Jade e Yoshiki se defendiam, quando o espadachim voltou a sentir no peito as dores do golpe de Tashiki. Jade cortou um dos monstros ao meio, correndo desesperada para auxiliar seu amigo que piorava cada vez mais na situação após o resultado da batalha.
















Jade e Yoshiki encontravam-se fora de batalha, e cada vez mais os membros da Fire Tales eram encurralados pelas forças de Atômico. Drinian e os demais guerreiros já haviam conseguido evacuar todo o público, não sobrara mais ninguém, além da Fire Tales. Quando Ereon fechou as portas que davam entrada ao castelo da Liga, seus olhos encontraram os de Aerus que confirmou com a cabeça e ergueu a mão, acenando positivamente como se insinuasse:
Deixe com a gente, velhote. Vamos acabar com esse monstro. Você vai ver como os seus filhos cresceram.
A Liga Pokémon estava completamente vazia, mais nenhuma alma perambulava naquelas rotas. E a luta continuava. Se Aerus acreditava que Atômico era apenas mais um dos grandes adversários que teria de enfrentar, então estava muito enganado. Os piores ainda não tinham nem chegado.
        Mas afinal, o que definiria alguém como uma pessoa ruim? O que havia de errado na concepção destes sobre o mundo, e a maneira como seguiram em frente para sobreviver? Tashiki sempre fora uma mulher simples, e que renegada pela sociedade, participou de guerras e batalhas em nomes de outros, permitindo que seu nome fosse esquecido, mas pagando por cada morte. Por mais que não restasse ninguém para lembrar, ela teimava em acreditar que estava sendo observada e que no fim das contas seria julgada por Arceus ou algo maior.
        A lua sempre estaria lá, observando-a, toda cheia e brilhante. Quantas pessoas ou seres vivos ela já não vira passar? Será que no fim das contas, apenas ela presenciaria seu momento final? Diversos pensamentos passaram por sua mente em seus últimos instantes, mas o mais intenso deles foi o de que não estaria sozinha.








      

{ 12 comments... read them below or Comment }

  1. CARAMBA ! TASHIKI NÃO ! AGORA QUE EU TAVA COMEÇANDO A GOSTAR DE VOCÊ !

    Cara, to começando a sentir que a situação tá feia. E agora ?

    Enfim, tudo se completou novamente. E caramba Nyx, eu admiro esses seus mangás. Tão...Tão...PERFEITO!

    E Canas, parabéns pelo capítulo, a situação continua tensa, e eu fiquei com o coração na boca em todos os momentos.
    Contagem de mortes : 1
    Quantos irão morrer até o Atômico ser destruído ?

    A atuação do General foi épica, como disse o Seth, todos admiramos esse cara.
    Resident Evil ? Zumbis ? FODA ! É tipo apocalipse zumbi, só que com Pokémon.
    Sim, eu acabei com meu F5 hoje :v Vou descansar ele agora.

    Aguardando já o próximo capítulo !

    Obs.: Nyx, eu já disse que amo suas arts ? *-*

    ReplyDelete
    Replies
    1. Poxa, essa foi rápida! kkk Acho bacana continuarmos computando o número de mortes até o final, vamos ver se esse número ultrapassa o limite do razoável kkk Apesar de ser um capítulo relativamente pequeno acho que conseguimos falar o que era necessário. Queríamos deixar justamente essa sensação de vazio, até porque fazia tempos que eu não matava ninguém, o último foi o pobre Alexay e ninguém nem lembra do coitado... Com imagens é outro nível, eles realmente dão o toque tão especial que precisávamos para o arco final!

      Tem que ter um pouquinho de zumbis para a galera que curte The Walking Dead ou Resident Evil kk Quando eu falava que seria uma guerra eu não estava brincando, essa vai ser a Liga Pokémon mais louca de todas! Fico muito feliz que tenha curtido Star-chan, agora vamos sentar e esperar a adrenalina baixar mesmo, porque nem eu estava esperando que fôssemos conseguir postar nessa semana! kk O bom é que deu tudo certo, né? Beijos!

      Delete
  2. Nossa cara....... esse atomico ta muito apelão(so isso q eu tenho a dizer)

    by:Koala

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ehh meu caro, esse aí entrou para apelar! kkk Mas creio que desde que a fanfiction começou o Atômico é um dos vilões mais malvados que temos, ele é o único que está aí só pra causar discórdia, enquanto os outros possuem motivos maiores como proteger alguém ou lutar por seus treinadores. Mas não se preocupe, costumo fazer justiça com meus personagens, e esse aí vai pagar por ficar usando cheat contra a Fire Tales kkkkkkk

      Delete
  3. AH SOCORR SAIU SAIU SAIU ASKDAKDSAKDAKDAKSDAKSDKADKAKDAKDAKS e plmdds realmente precisava ser a primeira imagem a Jade chorando? SÉRIO ISSO???
    Enfim (acredita que quase me esqueci do review? pois é, NÃO DEIXE A ANNE ANSIOSA, ISSO NÃO PRESTA)
    Erick, algo me diz que a reputação da Elite já escoou :v Mas o Luke realmente tem que continuar, a Fire Tales entrou na guerra E FOI PRA VENCER, NÃO PRA RECUAR!
    dizia Erick, cauteloso — e principalmente, não morram > eu to calma eu juro que to calma ~respira fundo mil vezes~
    As demais guildas se juntando pra dar a merecida surra nesse muk miserável <3
    poucos sabiam que ele já tinha enfrentado aquele monstro no passado e empatado, mas agora era hora de tirar a diferença > MAIS DO QUE NA HORA! ESSE É O MOMENTO DA GOLEADA!
    — Então vamos entrar lá e fazer o que sempre fizemos de melhor: Causar encrenca. > AEHAUEHUEHAUEHAUEHAUEHAUEHAUE PODES CRER
    (e essas ilustrações gente que coisa mais pfta <3 )
    Affe, que merda, não basta desviar do ataque direto, tem que sair correndo do veneno respigando pra todo lado, vá a merda, atômico ç_ç
    Olha, depois dos zumbis-soldados de veneno, não sei se consigo dormir hoje não :'D
    E OS TRECOS AINDA POR CIMA SE REGENERAM i'm so done with this shit
    (MIKAU NESSE HYDRO PUMP TÁ UM PEDAÇO DE MAL CAMINHO EIN ASDKDKASKDAKSDKADKKADSKASDKASDK (tá entre parenteses pq comentário fora de hora MAS NÃO RESISTI))
    O CHAUD DEFENDENDO A GLACIALLIS, PORRA CANAS, PARA DE DESENTERRAR MEUS FEELS POR CHAUDIALLIS, EU TO TENTANDO SOFRER MENOS DO QUE JÁ É ESPERADO E DE REPENTE AKSDKASDKASDKSADKSAKDSAKDKAKDKASDKASD MIERDA Ç_____Ç
    Aerus rindo no meio de uma batalha dessas TINHA QUE SER ELE AHEAUEHAEAEUHAUEAHEHUAE
    — Tá brincando? Então ainda estamos na Liga? — Aerus perguntou, incrédulo.
    — Se ninguém morrer até lá > Oh thank you JÁ OUVI BASTANTE DESSE PRESSÁGIO FLW PAREM DE FALAR COISAS ASSIM Ç_Ç
    — Eu entrei aqui, e só vou sair depois que encontrar a minha amiga. > AMIGA, SEEEEEEEEEEIII
    Ereon voltou a olhar para o jovem, sorrindo de relance.
    — Namoradinha? > PORRA ATÉ O EREON JÁ SACOU ADKAKDADKASDKASKDASKDAKDAKDSAKDKSADKASDKAKDSAKDAKS NEM CONSEGUI RIR POIS SURTO SHIPPER AQUI, AI MEU CORASSAUM
    Beliel zoando mesmo numa situação dessa, ai céus, como adoro caras assim <3
    — Há aqueles que nasceram para obedecer, e os que nasceram para liderar, caro amigo > OWNED < — o Cavaleiro Dourado riu, olhando em direção de General que combatia cinco soldados púrpuros ali perto. — Como aquele. Ali está um homem que eu seguiria > ISSO É QUE É ELOGIO EIN mas realmente General ruleia geral <3
    NOSSA MANO QUE FDPS, ASSUMIR A FORMA DA GLACIALLIS FOI MUITA COVARDIA E_E E Mikau aparecendo pra salvar o dia <3 <3 <3
    YOSHI-KUN DIZENDO QUE TÁ FICANDO DIVERTIDO AHEAUEHAUEHAUEHUEAHAUEHAUEHAUEHAEUHEUAEH TEU MALUCO
    ISSO MESMO GENERAL, OWNE TUDO, E DÊ A SURRA QUE ESSE FDP MERECE /U-Ú/
    Tadinha da Eva, ela falando que tem pesadelos com essa coisa ;--; Hold on, little girl, the end is soon to come........... or I hope so ç_ç
    Vero, da última vez, o ambiente ajudou na derrota dele...... SHIT
    TASHIKIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    PORRA, CANAS. SABE AQUELA TUA APOSTA DE FAZER PELO MENOS UM LEITOR CHORAR? BLZ. VOCÊ E A NYX CONSEGUIRAM. EU TO EM PRANTOS, ENTENDEU? EM PRANTOS! EU NÃO CONSIGO PARAR DE CHORAR, NÃO CONSIGO PARAR DE MURMURAR CHAMANDO PELA TASHIKI, EU MAL TO CONSEGUINDO VER ESSA DROGA DE REVIEW COM ESSA VISTA EMBAÇADA PELAS LÁGRIMAS! TÁ FELIZ AGORA? Ç___________________________Ç
    NOSS GENTE AINDA VEM TEXTINHO SOBRE SOLIDÃO E PENSAMENTOS FINAIS E LUA E PORRA, É TÃO LEGAL ASSIM VER TEUS LEITORES CHORAR, CARA? Ç___________________________Ç
    PORRA E NAS CENAS DO MANGÁ CONSEGUIU FICAR PIOR AINDA Ç_____________________________________Ç
    AH MAS TÁ DE SACANAGEM QUE ACABOU ASSIM, MAS VÁ SE FERRAR CANAS, EU QUERO O ESPANCAMENTO QUE AQUELA MERDA DO ATÔMICO MERECE, EU QUERO LER E RELER ISSO, COMASSIM ACABA AGORA SEM ME DAR ESSE PRAZER? TÁQUIPARIU TÁQUIPARIU TÁQUIPARIU TÁQUIPARIUUUUUUUUUUUUUUU

    ReplyDelete
    Replies
    1. Imagina só como seria se as três partes dessa batalha fosse um único capítulo, Anne? kkkk Não ia dar certo, era tanta coisa boa acontecendo que seria horrível passar tão rápido. Está sendo muito bom contar com a opinião de vocês, até porque a Tashiki era uma personagem que apareceu umas duas ou três vezes, e praticamente ninguém se lembrava dele. Esse tempinho de intervalo entre cada parte foi o suficiente para eu analisar cada ideia e melhorar no próximo. Uma coisa eu posso garantir: Esse Atômico vai apanhar tanto, mas tanto, mas tanto... kkkkkkkkk Acho que estou querendo fazer alguém chutar a bunda dele desde a Saga Diamante, e por mais que já tenha apanhado na luta contra os clones, tem que sofrer mais um pouco kk

      Olha, e tem muitos trechos que a gente faz pensando nos leitores. Às vezes uma única pessoa comenta sobre algo que mantém nossa mente conectada, como quando você falava do Chaud e da Glaciallis. Justamente por conta dos comentários que você fazia naquela época acabei por inserir um pouco mais do shipping no enredo, ou ele teria caído no esquecimento. São vocês que constroem essa história! :D E o engraçado é que são trechos que as pessoas sabem que são para elas kk Muitas pequenas mensagens no capítulo, como escritora você sabe melhor do que ninguém que não escrevemos coisas por bobeira.

      Acho que agora o novo template permite que os comentários sejam um pouco maiores, pena que o espaço é pequeninho, sempre que eu comento tenho a impressão de que escrevi metade da Bíblia! kkkk Mas que bom que posso contar com pessoas que também dão surtos e falam bastante, toca aí, manola! kkk Pode ter certeza que a Nyx vai gostar de saber da sua choradeira, era nossa meta fazer alguém chorar nessa saga, mas... Agora fico até triste por isso! I'm sorry! D: Semana que vem tem mais, prometo que vai poder dormir tranquila depois disso kk Beijos!

      Delete
  4. Oi Canas !
    Desculpa , não venho comentar sobre o episódio , passo apenas para lhe lembrar que enviei um e-mail à uns dois dias . Eu preferia que respondesse o mais rápido que puder , é que muita coisa depende dele .
    Se pudesse responder ainda hoje ... por favor !

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá, Ângelo. Confirmo que recebi sua mensagem. Estou analisando seu e-mail e precisei de um tempo para pensar, até porque não se toma decisões com um simples surto e assuntos que envolvam a Aliança num geral requerem todo o cuidado possível de minha parte para serem tratados, ainda mais agora que estamos passando por tantas mudanças. Vou ver se consigo responder hoje, mas não lhe dou nenhuma garantia, apenas fique de olho! (:

      Delete
    2. Olá Canas !
      Obrigado pela sua rápida resposta aqui .
      Mas é que preciso de saber . Estou indo em viagem e se por acaso tudo der certo eu poderia começar a adiantar alguns assuntos ...
      Desde já as minhas desculpa spelo incomodo !
      Uma boa noite , ficarei aguardando .

      Delete
  5. Salvando ilustrações em 1,2,3...
    Cara, o capítulo tá ótimo! A batalha ficou cheia de ação e muito interessante! O final foi bom. Como você deve ter percebido eu sou um leitor tipo "dark side" e eu gosto quando personagens dignos morrem, tal que eu escrevo fanfics em que os mocinhos acabam morrendo mais que os vilões... Enfim, você bem que podia deixar ela morta?kkkkk Por favor, não me interprete como um psicopata, é isso que dá ler George R.R. Martin! kkkkk
    Falando em Game of Thrones, eu reparei na expressão das "Casas" na Elite e achei interessante, se fosse para definir, essa seria a casa dos Selvangens, a próxima dos Tygarean, a dos Stark, dos Lannister e por fim o castelo que abriga o Trono de Ferro, seria a Casa do Campeão. Hum, seria legal se tivesse um trono lá...
    Ah, sobre a mudança da Aliança eu gostei muito, de fato. Eu vi sua resposta em Kalos e estou comentando, porque, bem, porque eu tenho sérios problemas mentais kkkkkkkk. Eu consegui entender bem a ideia, obrigado >.<. Sabe Unova? (Que pergunta burra da minha parte gente, pqp) Pois é, estou escrevendo uma fanfic sobre ela e está ficando interessante (Minha Caitlin tem altos baseamentos em Daenarys =P) e talvez eu lhe mande por email para receber uma avaliação (sim, preciso de gente pra avaliar) e talvez me ajudar a entrar aqui =D. Mas, é claro, tudo depende e eu não sei se gostará, ou se gostaria de que eu mande, então responda...
    Voltando para a fic, foi um ótimo capítulo e as ilustrações Nyx! PQP, estão no nível do mangá de Fairy Tail, se já leu vai ver o quão os desenhos daqui e de lá são boas! Ela tem futuro como mangaká, e muuito futuro! E eu acho simplesmente acho que estou "in love with (foe) Pokémon Point of View", sério mesmo cara, congratulações! Estou ansioso para ver Beliel e os outros lutarem! Então, é isso.
    See ya!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Diga ae, Gus. Também acredito que ocasionalmente bons personagens precisam morrer, ou os leitores começam a acreditar naquela invencibilidade e duvidam que qualquer coisa de ruim possa acontecer com eles. George R.R. Martin é mestre em fazer todo mundo ficar alvoroçado e rezarem para seu favorito não ser o próximo da lista kkkkkk Depois que as demais casas da Elite forem apresentadas poderemos definir precisamente quem mais combina com cada uma, mas foi um ponto de vista bem interessante conectá-las com as casas de Game of Thrones. Pretendo ainda abrir uma área por aqui para falar sobre a série, aposto que a galera ia curtir, ainda mais com a 4° temporada de volta.

      Bom cara, se quiser me enviar seu capítulo de Unova pode mandar para eu dar uma olhada, afinal de contas, ainda sou um ficwriter de Pokémon e disso eu manjo! kkkkk Mas sobre entrar na Aliança escrevendo para Unova, isso não posso garantir... Bastante gente está me perguntando sobre isso e tem alguns fatores que estão mudados, então por enquanto quero tomar conta dos atuais membros até que todos comecem a se definir antes de começar a entrar mais gente.

      Mas cara, quem sabe aquela ideia dos estagiários não rola mesmo? Se alguém realmente acabar abrindo uma área sobre literatura estrangeira, livros atuais ou Game of Thrones, vai que acabamos chamando você pra falar sobre esses assuntos kk

      A Nyx vai ficar muito feliz em ouvir seus elogios e saber que você considera os desenhos dela no mesmo nível do mestre Hiro Mashima! Os desenhos daqui para frente só tendem a melhorar, até porque esses foram nossos primeiros rascunhos quando nem eu sabia direito o que fazer na Elite, agora estamos com todo o roteiro pronto e só esperando a hora certa de postá-lo. O P.O.V. dos Pokémons é a minha parte favorita e agora caminhará conosco até o finzinho. Não vou chegar no nível insano de George R.R. Martin, mas muita coisa doida vai acontecer kk Obrigadão pela presença cara, abraços!

      Delete
  6. Cara, aquela imagem, de cada Pokémon usando um ataque, ficou show *-* Mostrou muito bem a idiea de colaboração que guiou o capítulo. O tempo pode ter passado, mas o Atômico manteve-se aquele monstro assustador, que nos dá calafrios desde sua primeira aparição, se opondo ao militar dos Fire Tales

    Aquele momento que a Tashiki os salvou foi lindo. Por outro lado, nos despedimos pela primeira vez de uma personagem nessa guerra. É tenso, porque apesar de ela ser uma inimiga, a gente não quer que ela vá kkkkk Imagino como será quando estivermos enfrentando a Titânia... Mas, por enquanto, a perda da Tashiki já foi suficientemente traumatizante kkkkkkk É realmente algo a se pensar. Aqueles que presenciaram tantas mortes, que provocaram tantas delas, mesmo por um ideal, será que estarão condenados a um horrível destino? A cada capítulo você nos faz pensar, cara, e isso é uma das coisas que admiro tanto em você.

    Agora nos resta saber se o Atômico será mesmo derrotado, ou contido, ou virará um amigo, ou o quê kkkkkk Ainda me lembro de quando ele surgiu na Ilha de Ferro, enfrentando o General e a Glaciallis, deixando todos os leitores, tipo "Meu Deus, quer dizer que nem todas as batalhas são boazinhas?" kkkkk Eu posso estar louco, mas parece que me lembro de algo que dizia respeito ao Castelo, que poderia ser curado do veneno caso este fosse drenado, ou caso o Atômico morresse, ou algo do gênero, mas não tenho certeza. Acho que só lembrarei no próximo capítulo kkkkkk Novamente parabéns a você e à Nyx. O conjunto de escrita + desenhos esteve muito harmonioso *-*

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -