Posted by : CanasOminous May 5, 2014

Recentemente, o Club Nintendo disponibilizou o game F-Zero X originalmente lançado para o Nintendo 64, e senti que eu não poderia perder essa chance de testá-lo ainda mais porque alguns dias antes a Game Blast tinha feito uma matéria muito bacana sobre a trilha sonora do game. Admito que senti muita falta de toda essa velocidade presente no universo intenso de F-Zero, e entre todos os tópicos que pretendo falar sobre, a postagem de hoje visa comentar uma experiência particular:

Apertar o controle com mais força faz alguma diferença?

Quem nunca fez uma curva numa fase de tal maneira que quase caiu em cima do seu colega? Ou então precisou dar aquele combo no moleque chato que fica se gabando, e chegou bem perto de rachar o controle ao meio? Isso era quase como assoprar cartuchos na minha época... Indispensável.

Esses dias, enquanto eu que dava a vida pra ganhar uma corrida de F-Zero no modo mais fácil possível, percebi que eu apertava o controle com tanta força que fiquei com medo de quebrá-lo. O engraçado é que quanto mais eu apertava, mais seguro eu me sentia nas curvas, e por incrível que pareça, eu só conseguia terminar em primeiro quando segurava o controle de tal maneira que ninguém conseguiria tirá-lo das minhas mãos. Isso me fez pensar se tal gesto me ajudou a vencer a corrida... É como quando o controle remoto da televisão começa a falhar. Faz alguma diferença apertar com mais força? Parece que sim... Mas a Mundo Estranho nos trouxe a resposta!

Segundo a revista, quando as pilhas estão fracas, não adianta forçar a barra. Também não resolve nadinha misturar pilhas novas com usadas. "A pilha gasta pode consumir parte da energia da nova e diminuir sua vida útil", diz o físico Cláudio Furukawa, da Universidade de São Paulo (USP). Em condições normais, essas minibaterias dão gás para o controle remoto por mais de um ano. Agora se o problema do seu aparelho não for pilha gasta, mas algum mau contato, aí, sim, os apertões podem ajudar.

Muita gente já afundou o dedo no controle remoto quando ele não funcionava. Há quem diz que quando apertou mais forte, ele funcionou. Isso realmente pode ser possível, ou é simplesmente uma ilusão?

O controle remoto de qualquer aparelho, televisor, rádio, etc, possui uma matriz de contatos e esses contatos são fechados por borrachas condutoras, que é a parte interna dos botões. Essa borracha ao tocar na matriz de contatos gera o comando correspondente para o seu equipamento. Quando a pilha está fraca, a sua corrente elétrica diminui e ao apertarmos o controle remoto mais forte, o contato entre a borracha e a matriz melhora, circulando a corrente elétrica mais facilmente, por isso que o controle funciona.

Com o tempo, o metal do circuito impresso onde a borrachinha condutora da tecla faz contato se oxida e ao apertar com mais força ela acaba achando um lugarzinho para fazer o contato e o controle remoto funciona.

E por que continuamos apertando o controle com tanta força?

Isso é puramente instintivo. É o instinto animal do ser humano que tende a agir primeiramente de forma mais agressiva, para depois pensar em uma outra alternativa. Isso acontece pelo mesmo fato das pessoas que discutem sobre alguma situação e depois param para analisar se estavam certas ou erradas.

“Isso equivale a pisar mais forte no acelerador do carro quando a gasolina acaba, o que evidentemente não funciona”, diz Nupal Alexandre Santos.

Nosso cérebro nos engana.... É como na vez em que jogamos algo e ficamos pulando, virando e se retorcendo do avesso numa curva (ainda mais quem jogou Mario Kart Wii com o volante pela primeira vez...). Apertar o controle com força bruta também não te faz dar golpes mais fortes, mas o pior é que funciona, ou tudo não passa de mera impressão? Aposto que se fizéssemos as mesmas coisas, sem pagar o mico de virar com tudo nas curvas, o resultado seria semelhante. Enfim, não que isso faça muita diferença, vou continuar apertando os botões com mais força quando for pra dar aquele golpe especial macabro que vai detonar geral, certo?

{ 10 comments... read them below or Comment }

  1. Legal mesmo é minha mãe dizendo que virava o pé toda vez que ia virar o carrinho no jogo de Atari kkkkkk
    É, que atire a primeira pedra quem nunca esmagou um botão, eu tenho pena do meu Polystation que tinha o botão fraco e eu fazia questão de esmagar ele, resultado, tive que ter 2 video games.
    Mas a gente cresce e tudo fica mais chato, mas, fazer o que? :P

    ReplyDelete
    Replies
    1. Poxa, mas a curiosidade de escrever essa postagem veio ainda ontem, quando fui testar o jogo e percebi que continuo fazendo as mesmas coisas de quando era criança! kkkkkkkk É inevitável, até mesmo quando vou tirar a poeira do meu Nintendo 64 eu acabo assoprando as fitas só por costume. Certas coisas nunca mudam, né? kk (Ainda acho que deve existir alguma espécie de magia que nos ajuda nas curvas sempre que vamos fazer aquela curva fechada, rs) Beijos!

      Delete
    2. Pô, não assoprar fica é um pecado, pena que não funciona com CD's :P
      Mas são costumes que todos temos, não se engane, eu também sopro as fitas, até mesmo os cartuchos do DS e do 3DS :v

      Delete
  2. Quantos controles eu tive de super nintendo pq sempre destruía o B na hora de jogar mario kart? Nossa, só de pensar que eu virava (até hoje viro, mas os detalhes vergonhosos a gente deixa entre parênteses) o corpo todo para fazer altas curvas, apertava o B super forte para correr mais e, quando tava quase morrendo, apertava todos os botões possíveis do Street Fighter, conseguia fazer um golpe foda, e não sabia (não sei até os dias atuais) como fazia o trem lá. kkkkkk
    Gostei muito da matéria, e acho que é bom avisar que minha chatisse está de volta. Após uma fase depressiva, cheia de provas e infinitas coisas para fazer, quando eu só visualizava AeS mas, para a tristeza de Nicolete, não fazia minhas críticas, sempre (nunca) válidas, I'm back!
    E devo dizer, resumindo a porra toda que deixei de falar tem muito tempo, que AeS tá foda demais. O 93 foi super fodástico e destruidor! E pensar que era só a primeira casa. A porra há de ficar séria, e muito séria. kkkk
    Ah, falar também que o mangá tá ficando lindo e foda. A história, por si só, é super foda, mas as imagens dão um upgrade muito bacana. Tá todo mundo de parabéns!
    Agora, Nicolete, como o lado feminino está mais forte no blog (por mais que vc odeie ter fãs meninas), acho que tá na hora de outra semana Eechi. kkkkkkkkk!
    Pois é. Vou me ir agora pois gastei o fôlego todo agora. Um peso que saiu de minhas costas.
    Mas vou afirmando que volto. kkkkk
    Arrivederci,
    Moacyr

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ah, e devo acrescentar que o paulista asiático mandou muito bem em disponibilizar as Sound Tracks dos jogos fodas. A maioria afirmo que já tinha, mas meus olhos brilharam quando vi que o senhorito disponibilizou a de Bravely Defualt. Amei o jogo e tive de baixar o trem. kkkk
      Mandou bem! kkk
      (E, sim, eu me dou o direito de responder à minha própria postagem)

      Delete
    2. Pô, rapaz, quase chorei em sua ausência por essas bandas! kkkkkkkk Só na correria da facul, hein? Cara, é muito bom te ver novamente, Grande Moa! Os capítulos continuam a mil, mas estou tentando dar uma equilibrada com tantos outros assuntos para se falar, isso pelo menos me abre um leque enorme de postagens, e consigo ir atualizando algo praticamente todos os dias.

      Quem pegou essa fase do SNES tem muitas histórias pra contar, hein? kkkkkk Assoprar cartuchos, comprar revista pra descobrir códigos, tinha coisa melhor? Juntar a galera pra jogar Mario Kart, um monte de gente revesando controle... Bons tempos, bons tempos. Enquanto minha parte nerd e geek vai falando dos assuntos de jogos, vou ver se arranjo um tempinho pra pensar em alguns Ecchi pra rapazeada kkkk Poxa cara, e agora inverteu tudo aqui no blog, todos os caras sumiram e ficaram só as garotas!! Quer coisa melhor? kk Zuera, sinto falta da galera, o bacana é equilibrar, e tudo fica mais divertido.

      Opa, estou com uma lista incrível de soundtracks aqui cara, só esperando para serem postadas! Ainda não consegui jogar o Bravely Default porque compramos não faz nem um mês, e por enquanto minha irmã tomou total controle do jogo kkkk Assim que ela zerar vai passar pra outra irmã, e só aí o mais novo (que sempre se ferra) terá acesso ao jogo kkk Mas não tem problema, eu espero porque sei que está FODA! É bom te ver novamente, companheiro. Abração!

      Delete
    3. canas OE, SOM SOM, EU TOU AQUI CARAMBA, N SOU INVISIVEL POXA
      Lucarioiz

      Delete
  3. vendo essas histórias fico com vontade de ter nascido uma geração antes da minha XD

    ReplyDelete
    Replies
    1. agora,doritos, tu manja o que eu sinto quando falam do snes, n64,megadrive,sega genesis.
      ALERTA DE SPAM N LEIA O RESTO
      se alguém quiser saber mais algumas coisas sobre mim, fiz uma apresentação quase completa no prologo troll da lux.
      Lucarioiz

      Delete
    2. não repare na foto e no nome, é a minha mãe :0

      Delete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -