Posted by : CanasOminous Aug 18, 2012


Gênero: Drama, Amizade, Romance, Universo Alternativo;
Classificação: 13+ (Não recomendável para menores de treze anos. Contém linguagem levemente grosseira e transtorno psicológico);
Escritor: CanasOminous;
Publicada: 10 de Junho de 2012;
Finalizada: 13 de Agosto de 2012.

SINOPSE 

Essa é a vida de Helen Berlitz, uma garota não muito atraente, que não se comunica muito bem, que não tem as melhores notas da sala, e que se encontra trancafiada numa vida automática em que alunos devem estudar duramente para conseguirem boas notas e se prepararem para as provas no fim de ano. A solidão a visitava todas as manhãs, tudo que Helen mais gostaria era poder deixar sua vida para trás e viver suas vontades e seus sonhos. Mas e se isso fosse possível? Uma aventura para deixar a realidade para trás, para viver suas vontades e nunca perder a essência de uma época sem problemas, encoberta por imaginação e inocência, porque um dia você vai crescer, mas ninguém pode te impedir de sonhar.


CAPÍTULOS

{ 13 comments... read them below or Comment }

  1. Yooo Canas!! Que presentão hein kkkkkkkkk
    Lá estava eu, armazenando os meus comentários quando vi esta postagem nova!!! Comecei a vibrar em frente ao pc!
    Cara, será que isso foi destino?? Foi um presente de niver adiantado não foi? kkkkkkkk
    Desculpe, dessa vez eu não pude seguir as regras de postagem, precisei abrir uma exceção para comentar em "Heart of a Child"!
    Se der tempo hoje mesmo você deve ver a sua caixa de e-mails lotada kkkkk
    Mas esta fic em especial, vou deixar guardada quando eu tiver com tempo para ler, pois quero que estes comentários saiam no mesmo esquema que "Burning Love"!
    Naquele esquema "... quando você terminar a fic, coloca em Sinnoh que eu faço a minha parte"!
    Estou ansiosíssimo para lê-la!

    Flw Cara, melhor eu voltar para os meus antigos comentários

    ReplyDelete
  2. kkkkkkkk Rapaz, você por aqui tão cedo!! Esses dias eu estava conversando com a Litos (sempre ela que vem me perguntar de você kk) e ela perguntou: Quando será que o Archie faz aniversário? Eu fiquei meio tipo: Você não quer que eu adivinhe o dia que ele faz aniversário, né? Mas daí parei para refletir, e lembrei que você é de Leão. Ou seja, meados de Julho até o fim de Agosto, não? Que droga, se eu conseguisse ter postado Heart of a Child bem no dia do seu aniversário seria muito épico!! kkkkkk Bem, não foi dessa vez que eu acertei, mas o instinto me fez chegar bem pertinho. Companheiro, o pessoal da Arena não curtiu tanto essa daqui talvez pelo tipo de enredo meio drama e universo alternativo, é uma fic que nos faz pensar muito, mas eu também tenho um carinho especial por ela, acho que ela carrega alguns pontos que precisamos vivenciar para entender... Mas espero que você curta man! Em suma, eu também estarei esperando ansiosamente seus comments cara!!! Não me importo que ninguém tenha lido algo que fiz, há leitores que somente pela participação e intonação deles nos faz querer continuar com cada um desses projetos loucos kk Vlws rapaz, logo mais nos falamos.

    ReplyDelete
  3. kkkkkkkkk jura cara, se você quisesse saber o dia do meu niver era só falar kkkkkkkk Mas devo dizer que essa postagem foi épica sim! É amanhã que eu faço aniversário (se não me engano eu falei em algum comentário meu que já esta guardado no Word), e o fato de eu saber que a Kim... opa Litos esta falando de mim, já me deixa bastante feliz!
    A Cara, não se importa com a falta de comentários não, eu não cheguei a ler Heart of a Child mas sei que ela merece todo o meu respeito! Mesmo que o pessoal da arena não tenha curtido...agora estamos em SINNOH!
    Flw

    ReplyDelete
  4. Heart of a Child (Capítulo 1) – ROTINA DE DESACASO

    Canas!! Meu amigo que saudade de ti companheiro... após alguns milênios de espera, sufoco e provações o filho pródigo retorna a sua casa, afinal antes tarde do que nunca.
    Cara vou estabelecer o seguinte roteiro nos meus comentários: Lerei o Heart of a Child, que conterá exclusivamente minha opnião sobre o capitulo (no mesmo esquema que Burning Love), e deixarei para explicar o rumo de minha vida nos coments espalhados pelo AeS, acredito que assim, tanto eu quanto você teremos um maior controle sobre a conversa pois fazem quase 5 ou 6 meses que não dou sinal de vida.
    Estou armazenando meus comentários naquele mesmo velho esquema no Word, e confesso que tenho encontrado uma dificuldade muito grande para conseguir ler todo o conteúdo, parece que o mundo inteiro esta contra... deve ser o natal e o ano novo.
    Mas quero deixar apenas uma frase gravada “I’m Back”
    Sem mais delongas, vamos ao comentário inicial:
    Confesso que estava esperando ansioso pelo concluir do Heart of a child... tenho conversado com você desde meados de julho sobre esta fic, e até então tenho guardado um carinho especial por ela, e apenas por ler este primeiro capitulo introdutório senti uma grande conexão com as personagens e o desenrolar do trama.
    Fatos importantes como a “rebeldia” de Helen, e principalmente a vontade de ser criança, estenderam o seu status não só como um ficwriter, mas sim um verdadeiro escritor.
    O primeiro capitulo foi uma pequena introdução que nos abre a imaginação de concluir um final para o futuro de Helen podendo ele ser bom ou ruim, mas deixou em aberto diversas perguntas na cabeça de nós leitores, que prende a nossa atenção a fatos importantes da vida.
    Heart of a Child não pode ser mais classificada como uma fic feita por um fã para o universo Pokémon, mas sim uma trama complexa e profunda, descrita da mente de uma criança que viveu e suportou a ideia de crescer.
    Canas, ainda estou no primeiro capitulo desta história, mas escute o conselho de um amigo... seu potencial é muito grande para ficar armazenado num universo paralelo de fics... se torne grande... expanda... não tenha medo de crescer... Sinnoh foi apenas um pontapé inicial.
    Uma parte que achei muito interessante foi o fato de Helen ficar reprimida o tempo todo, como se ela fosse neofóbica, com medo dos pensamentos alheios e comentários indesejados, e esta “falta de personalidade” fez com que a mente dela criasse um amigo imaginário... e este... caro Canas... foi o maior desafio que você fez como escritor!
    O Capitulo inteiro esta cheio de partes interessantes, mas esperarei para ver o decorrer da história.

    p.s. Cara... acredita que e identifiquei muito com o Wes kkkkkkkk

    Flw

    ReplyDelete
  5. Heart of a Child (Capítulo 2) – CHARADAS NA ESCURIDÃO

    Cara de verdade... o que posso eu falar deste capitulo?
    A interligação do real e o irreal ficaram muito bem escritas, principalmente os pensamentos ambientados no pequeno quarto de Helen... as vezes ela se encontrava com a grande Criatura o Groudon (sabia que você não iria me desapontar... meu é um GROUDON aewwwwwwww, você é foda cara kkkkkk), e outras apenas o bichinho de pelúcia. Achei que a imaginação da criança foi muito bem retratada e vale a pena dizer que você a explorou tão bem como no filme “Onde vivem os monstros”
    Estou me familiarizando muito com esta fic, e ela nos desperta a vontade de ler cada vez mais, e saber o desenrolar da história... e toda esta similaridade é proveniente da época em que me encontro... mais um dia de lavagem cerebral
    E cara... por um acaso você colocou algum tipo de câmera me filmando 24h por dia... Meu... o Wes sou eu da cabeça aos pés... fico lendo as falas e as ações dele e me vejo por completo na história... assim como o Groudon (a partir de hoje serei um Groudon kkkkkkk).
    Agora que o ano acabou, sinto uma nostalgia em ler esta história, e aquela vontade de ser criança novamente, com toda a sua inocência.
    As descrições vieram na medida certa... e como elas foram descritas de maneira corrida, foi possível perceber a mudança de pensamentos e ideias de Helen... em momentos ela se torna numa grande treinadora, e noutro a consciência lhe diz que tudo não passa de sua imaginação, porém um fato que achei muito importante, é o pequeno Pikachu sempre a puxando para o mundo irreal.
    É Canas... com toda certeza você irá me surpreender... esta sendo uma leitura que vale muito a pena.
    Meuuu... é um Groudon!! GROUDON!! G.R.O.U.D.O.N.!!! ( muito melhor.... ele sou EU!!! kkkkkkkkkkkkk)

    Flw

    p.s. Cara, é só a minha impressão ou os meus comentários estão saindo sérios de mais??... eu hein... devo estar inspirado... prometo que serei mais dinâmico nos próximos!

    ReplyDelete
  6. Heart of a Child (Capítulo 3) – SOZINHO NO MUNDO

    Meu... você arrebentou neste capitulo cara... a dinâmica das idéias e a agilidade da escrita estavam impecáveis, e a maneira que eu ia correndo os olhos na fic, e as imagens iam surgindo em minha mente foram perfeitas. O engraçados... é que nas horas que a Helen lembrava que tudo aquilo não passava de sua imaginação, é como se eu saísse do meu transe... do SEU mundo imaginário.
    Tenho percebido umas características nos novos “amigos” de Helen. O Wes (eu), seria o Amor, O Registeel seria algo como a solidão, e o Pikachu me deixou com algumas duvidas, mas acredito que seja algo parecido com a força de vontade... esta idéia surgiu a partir de um momento clímax da história, que foi ele dizendo “Pensei que a Senhorita preferisse brincar conosco, não achei necessário avisá-la sobre qualquer interrupção desnecessária...”. A mente dela sabia de todas as suas obrigações, porém, um lado se negava a lembrar. Canas... esta pequena fala, diz que toda esta brincadeira, não é só diversão e sim parte de um contexto mais mirabolante e doentio, é como se ela tentasse parar, mas não possui forças para isso, por isso o grito no final do capitulo.
    Lembro, que em meados de Julho e Agosto, um certo ficwriter estava cabisbaixo por não atingir uma boa quantidade de comentários em sua história, mas acredito que tenho a resposta para isso... Heart of a Child, não é uma história simples para mentes infantis, presas a pequenos mundos... é necessário um aprofundamento maior, com interpretação e critica. Olhos de uma pessoa que já passou desta fase. O grande principio da vida não é fazer os outros gostarem do que você faz... e sim... Você gosta do que faz?
    Canas... Heart of a Child esta superando todas as minhas expectativas... é uma fic para adultos ambientada num universo de criança.

    Flw

    ReplyDelete
  7. Heart of a Child (Capítulo 4) – O MISTÉRIO DO TRIÂNGULO

    Caaaaraaaa eu to falando que o Wes sou eu!! Kkkkkkk quem em sã consciência fica ajudando o avô que nem um retardado em vez de estudar para as provas?... mas cá entre nós... quem nunca colou que jogue a primeira pedra kkkkkkk
    Acho que a ambientação da escola foi muito bem feita e descrita, e percebemos uma semelhança muito grande com nosso cotidiano, tornando a leitura agradável, mesmo cada pessoa possuindo uma história diferente.
    Acredito que o fato mais importante deste capitulo, no mínimo o que me deixou mais pensativo, foi a iniciação que a Helen teve em ligar para a amiga dela... temos que lembrar que tudo não passa de sua imaginação e ao mesmo tempo que a doença começa a se expandir em sua mente, percebemos que um pedaço dela ainda resiste ao mundo.
    “Você não tem amigos ” foi uma frase reveladora da história seguida de “Eu sou seu amigo”.
    O Pikachu Will deve receber o meu respeito, por esta nele toda a essência da doença de Helen, posso estar errado, mas percebi que os outros integrantes do grupos tentam ajuda-la a ser uma pessoa melhor, enquanto Will a arasta para o fundo de sua imaginação.

    Flw

    ReplyDelete
  8. Heart of a Child (Capítulo 5) – MUDANÇA E ESTILLO

    Meu... a coisa esta começando a ficar mais séria! Este capitulo foi sensacional, e todos os detalhes foram muito bem explorados, e tão bem escritos que parecem formar uma imagem nítida em nossa frente.
    Uma parte interessante, foi que num momento da história Helen joga o ursinho do Groudon para fora do quarto, porem ela ainda deixa os outros machos... essa situação abre a nossa imaginação para uma provável atração que ela sinta pelo verdadeiro Wes, como se ele fosse a real personificação do Dragão... e outra parte que achei muito dinâmica foi quando a tia entrou correndo e pisou no ursinho antes jogado... é um ato simples mas achei genial. É como se todo o trama fosse cuidadosamente escrito e analisado.
    E Canas meu caro... a história tomou um rumo beeeeeee diferente a partir desde capitulo. Já é possível perceber que Helen não tem mais capacidade de parar com a “brincadeira”, e a imagem de seus “amigos” se tornaram tão reais a ponto de influenciarem completamente a sua vida, além de uma situação bastante importante... A do Pikachu sentindo ciúmes da nova amiga Stella.
    A cada capitulo que leio mergulho mais e mais fundo nos pensamentos de Helen, e a curiosidade e a vontade de saber o que irá acontecer na vida dela é muito grande.
    Conhecendo a sua escrita, sei que nada que foi colocado nesta fic não tem um propósito, e muitas surpresas estão nas entrelinhas espalhadas pela narração.
    Canas, você esta de nota 10!

    Flw amigo... rumo ao próximo capitulo

    ReplyDelete
  9. Heart of a Child (Capítulo 6) – FRAQUEZA DA ALMA

    Canas!!! Meu!!! Este capitulo foi perfeito!!!!
    É sério!! Ta até difícil organizar a idéia, e dessa vez você conseguiu me deixar sem palavras!
    A escrita esta extremamente madura, e as palavras foram muito bem selecionadas... eu mau percebi o final da história, e minha mente ia devorando cada palavra e traduzindo e interpretando cada cena.
    De longe (até o momento) este foi o melhor capitulo desta série.
    Primeiramente devo elogiar a sua imaginação e descrição... Primeiro foi à amargura de Helen e a tempestade no copo d’agua que ela formou em sua mente “Eles estão falando de mim, todos eles... “ esta pequena frase merece meu respeito... ela traduz perfeitamente que a sanidade da protagonista não esta numa boa condição, e por mais que os outros tentem ajudá-la, ela continua se afogando em seus pensamentos.
    Outra parte que você me deixou de queixo caído foi à descrição da usina de Chernobyl e do Circo macabro. Cara... A descrição veio na medida certa... nem muito e nem pouco... simplesmente perfeito. As partes em que o Giratina ficava se movimentando e encarando Helen, foram escritas de maneira tão real, que nem eu posso explicar qual foi a minha sensação em ler este capitulo.
    Canas, quando eu falei, que você realmente me deixou sem palavras... é que Realmente estou perdido nas minhas idéias... Normalmente os meus comentários saem de maneira natural e espontânea... mas este capitulo me deixou pensativo... e iste é raro hein kkkkkkkk
    O Circo foi uma sacada de mestre. “Ele não está abandonado, foi fechado, porque quem ia não voltava mais.”
    Meuuuuuuu!!! Vibrei com esta frase!!! Ela conseguiu alavancar a minha imaginação e me trazer um prazer imensurável na leitura. Um circo sem retorno! Onde as crianças iam se divertir porém voltavam nunca mais... Cara!!!! Tu é um gênio!!!
    A sacada que você teve entre a discussão na mente de Helen foi perfeita! A Briga entre o Medo e o Amor! “você não pode ganhar disto.” Foi o que o Groudon falou ao Giratina. Me deixou praticamente em êxtase!
    Canas, dessa vez terei que pedir desculpa pela minha falta de organização neste comentário... como disse anteriormente... normalmente é fácil e pratico fazer um comment, já que as palavras fluem... e se o senhor conseguiu me deixar sem palavras, é que nestes 6 meses em que eu estive ausente, você Evolui muito!

    Parabéns Canas! De verdade... escrever uma fic, para você não é mias um afazer do dia a dia... mas você esta sendo simplesmente O Melhor no que faz!

    p.s. Cara... a cada capitulo que leio, me identifico mais e mais com o Wes... mas vem cá... Por que o Wes (eu) sou o amor???? Eu hein kkkkkkkk de boa cara kkkkkkkkkkkk Só na amizade kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ReplyDelete
  10. Heart of a Child (Capítulo 7) – CAPACIDADE DE INTELIGÊNCIA

    Yooo man!!
    Cara me divirto com o Wes kkkkk ele sou muito eu... principalmente quando o avô dele da umas folguinhas no trabalho... meeeeuuu, não agüento mais colher uva kkkkkkk parece coisa de mentira, mas a época de festa deixa a cidadezinha super movimentada por aki kkkkkk mas uma coisa que não vou negar é que adoro tudo isso!!!
    Mas deixando estas besteiras de lado, quem cara não curte estudar com uma mina!
    Canas... isso é tática... você convida a menina que você curte para estudar, e fica trancadinho com ela no quarto kkkkkkk mas acho melhor parar por aki! Imagino que clima de faculdade seja mais loko!! Não vejo a hora!
    O capitulo ficou muito bom, ele traduziu muito bem o cotidiano... quem nunca passou numa fria na escola antes?... e principalmente aquelas ocasiões onde formam-se casaizinhos?
    Cara, se eu fosse falar para ti todas as minhas aventuras, daria um livro de histórias kkkkk
    Uma sacada muito legal, foi o fato dos amigos imaginários de Helen irem sumindo de acordo com a superação! E este pequeno fato já me deixa bastante intrigado

    Flw

    ReplyDelete
  11. Heart of a Child (Capítulo 8) – O ENCONTRO

    “O rapaz mais almejado da escola” kkkkkkkkkkkkkkkk perfeito man kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk sabia que o Wes era eu!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Meu eu ri muito com esta parte. Acho que este foi o melhor capitulo kkkkkkkkk mas zuera, não leva a mau não... é difícil ser popular sabe... kkkkkkkkk Fazer o que? Sou referência! Kkkkkkkk
    Cara uma parte que achei muito foda, foi quando você falou que na terra do Wes só tinha loira... ele vem de Garibaldi???? Kkkkkk Cara me amarro numa morena, e se for mestiça... nossa... ai meu coração para kkkkkkkk ainda falta uma japonesa na minha lista de conquistas kkkkkkkk Zuera cara, respeito em primeiro lugar... mas vem um dia para cá... tem muita loira sobrando... até parece que todo mundo é anêmico... mas não esquece de trazer um pouco do sexo oposto junto ok? Eu te ajudo e você me ajuda kkkkkkkk
    Você citou um fato, que quando o Wes vai ajudar o avô dele no trabalho (vou entender como no sitio), existem horas que ele fica lendo... Canas, você já fez isso? Uma hora em que se está exausto, suado, cansado, com as mãos doendo, e você se depara com um campo verde, e uma brisa refrescante... além de suco de uva fresquinho (não agüento mais ver uva na minha frente... mas isso não vem caso), e nesse momento de relaxamento, você deita no chão e abre um livro. Meu... esta é a melhor sensação que uma pessoa pode ter... sem internet, ou celular, nenhum tipo de tecnologia, ou namorada (s) para encher o saco... é um momento seu e da leitura.
    Foi minha mãe que me deu esta dica... e olha que ela é mestre no assunto!
    Cara, aki te proponho uma promessa... quero ler um livro seu Canas... de capa dura e ilustrada... daqueles que se vendem nas livrarias... e tenha certeza de uma coisa... comprarei um exemplar e lerei no campo do meu avô, nesse esquema que acabei de escrever... aproveitando ao máximo este dom extraordinário que você tem. Não importa o tempo... mesmo que você venha publicar um livro daki a 40 anos... vou olhar para meus filhos e falar “esse gênio é meu amigo”... como naquela ocasião que aconteceu com o Haos, que encontrou o seu carimbo no colégio. Combinado cara?
    Voltando para o trama principal... a história tomou um rumo extremamente importante “Eu não sou um boneco.”... no momento em que achei que Helen conseguiria se libertar da possessão da mente, o Pikachu dela se personifica, mostrando que ela seria uma forte candidata a esquizofrenia. E esta tendência já aparece deste os primeiros capítulos, quando o Pikachu ficava enciumado, dos amigos humanos de Helene principalmente de Wes, e justamente nessas horas ele ficava em silêncio, esquecido num canto do quarto.
    A coisa está ficando séria!

    Flw irmão

    ReplyDelete
  12. Heart of a Child (Capítulo 9) – A MENTE DE HELEN

    Desta vez me levantei e saldei este capitulo com uma salva de palmas (e mais uma vez levei uma bronca da minha mãe que estava tentando dormir).
    Canas, você é um gênio... a maneira como foi escrita o dialogo foi algo... surpreendente... estou sem palavras!
    Cara, você não ficou doente não? Você escreveu muito bem sobre a doença de Helen. E existe um momento que o autor fica tão conectado com o personagem que ele acaba sendo influenciado por ele! Cara é sério agora... toma cuidado quando você escreve este tipo de trama.
    Todos os diálogos, sem exceção, parecem que foram retirados de uma mente doente. Lembro-me, que em algun comentário meu (não vou me recordar qual), te chamei do “Homem de mil faces”, e acredito que Heat of a Child demonstra muito bem este potencial.
    Sinceramente cara... escreva um livro, não desperdice este dom raro, acho que você precisa superar seu “Medos”, ter “Força de Vontade”, e pode contar com a minha “Amizade” para tudo que acontecer. Sei que você escreverá tudo com muito “Amor” da maneira mais “Bela” e “Inteligente” que você já fez!
    E uma salva de palmas (e que minha mãe acorde), ao meu grande amigo Canas, que mias uma vez me deixou de queixo caído com a sua genialidade, pois você se mostrou extremamente versátil.

    Flw

    p.s. Na notas do Autor, você comentou sobre O Segredo, e uma coisa devo concordar com você... ele funciona... Acredite em você.. siga sempre em frente.

    Rumo ao ultimo capitulo!

    ReplyDelete
  13. Heart of a Child (Capítulo 10) – VOCÊ NÃO ESTA SOZINHO

    “Se Machado de Assis começou sua narração postumamente, então essa pequena garota começará a partir de agora. Esta é a vida de Helen Berlitz, uma garotinha solitária e doente... Que havia se tornado uma treinadora, que tornou-se uma aventureira, que quase veio a tornar-se um Pokémon, e, para no fim de sua vida, seu livro eterno fosse conhecido apenas como “A Vida de Helen Berlitz”.
    Canas, este fechamento de capitulo foi histórico... tive aquela nítida sensação de quando lemos a ultima frase de um livro; paramos por alguns minutos para assimilar as ultimas palavras lidas, por ultimo, seguido de seu fechamento... estou naqueles momentos de reflexão.
    Heart of a Child foi uma fic adulta e bem organizada... ela tratou do universo de uma menina depressiva e suas mentes, junto de seus defeitos.
    O mais interessante foi o contexto na história... não só o trama... mas a mensagem que você pode nos passar. No decorrer desdes 10 comentários, só tiver elogios a fazer, mas agora devo agradecer por toda a força que você me deu... mesmo que de maneira inconsciente.
    Outro ponto extremamente importante que achei, foi o fato de você acabar com a presença de todos os pokémons de Helen, menos um... O Groudon! Achei que a personificação dele na forma de Wes foi muito legal e inteligente... assim como na parte que você menciona que o dragão nunca havia perdido nenhuma batalha, logo concluímos, que nem no amor, ele veio a perder.

    Não sei se são muitos os leitores de AeS que estão no mesmo barco que eu... mas este ano foi corrido... e a sensação das provas, a rotina, junto da pressão que todos colocam sobre nossas costas é o pior de todas as coisas!
    E é engraçado citar isso, mas saber que Heart of Child tinha sido escrito, para nós leitores que estamos passando por esta faze, foi um excelente presente.
    Canas, as vezes o pouco já é muito... e eu consegui sentir o seu recado “Vai lá Archie, você vais passar dessa faze”.
    E venho com uma imensa satisfação dizer passei em Administração de Empresas!!!!
    Cara, acho que não tem melhor satisfação do que esta!
    Canas, obrigado pela fic, e pelo apoio que você me deu nesses anos de blog, não parece mas tudo para mim foi um grande aprendizado... acredita que tirei de letras as questões de interpretação de texto... acho que devo virar critico kkkkkkkkk
    Mas cara de verdade... parabéns pela história surpreende, e pela narrativa grandiosa
    A partir de agora, vamos seguir com os comentários de Sinnoh!

    Flw amigo... dedico a minha passagem na faculdade a você!

    p.s. Uma coisa que achei engraçado nestes comentários iniciais meus, é que eles estão um pouco sérios demais... acho que li com tanta atenção toda a narrativa que acabei fazendo um comentário mais contido e critico, mas acredito que a partir de agora eu arrebente em Sinnoh!

    Me espere kkkkkkkkkkkkkk agora estou na minha zona de conforto!

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas Eroles) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -